Nissan: História dos últimos conceitos da fabricante japonesa

Dieggo Lima

No salão do automóvel, os carros-conceito dão pistas reais de como será o modelo que estará na sua garagem

Algumas vezes, um carro-conceito cumpre apenas a função de explorar um conceito. Pode apresentar ideias livres de obstáculos a respeito de um mundo futuro com tecnologias que se parecem mais com ficção científica do que com a realidade. Os carros-conceito também podem deixar dar uma ideia de estudos de design, livres das limitações do mundo real, provocando uma sensação de deslumbramento.

Mas a Nissan também desenvolveu uma série de carros-conceito de vanguarda ao longo dos anos, que eventualmente deram um salto desde aquele ‘visual bacana’ do salão do automóvel até as garagens dos clientes. Desde os crossovers campeões de vendas até a última palavra em tecnologia de veículos elétricos, mostramos aqui os conceitos da Nissan na última década – e damos uma espiadinha no próximo crossover elétrico que desponta no horizonte.

Nissan Xmotion Concept: Salão de Detroit de 2018

Nissan Rogue de produção em série (3ª geração): 15 de junho de 2020

O último conceito que se tornou realidade é o “forte, porém sofisticado” Nissan Xmotion, visto como modelo produção como o novíssimo Nissan Rogue de terceira geração. O conceito foi inspirado na cultura e no artesanato tradicional japonês, associado ao estilo prático ocidental. No modelo de produção em série, o novíssimo Rogue recebe estes toques de design mostrando que está pronto para levar toda a família para uma aventura. Talvez a transformação mais interessante tenha sido a evolução dos exclusivos faróis em estilo bumerangue do conceito, que se tornaram elementos de iluminação separados.

E mesmo que as portas traseiras em estilo suicida do conceito não tenham chegado à produção, as portas traseiras do novo Rogue se abrem quase 90 graus, permitindo que passageiros de todas as idades se acomodem no veículo com facilidade.

Nissan Resonance Concept: Salão de Detroit de 2013

Nissan Murano de produção em série (3ª geração): Salão de Nova Iorque de 2014

Como conceito, o Nissan Resonance revelou dramáticas caraterísticas de estilo que se tornariam marcas registradas do design da Nissan nos anos seguintes. A grade V-Motion assumiu o protagonismo no design do conceito e a pequena área na cor preta próximo da parte traseira superior (coluna D) deu origem à estética do “teto flutuante”, utilizada não apenas em crossovers, mas também nos sedans mais recentes da Nissan, como o Versa e o Sentra.

A terceira geração do Nissan Murano adotou a essência do conceito, junto com os faróis em formato de bumerangue e o teto flutuante. Um grande destaque no Murano de produção em série foi o interior, que possivelmente foi ainda além da promessa do conceito.

Nissan Kicks Concept: Salão do Automóvel de São Paulo de 2014

Nissan Kicks de produção em série (1ª geração): Rio de Janeiro, maio de 2016

Apesar de a versão de produção do Nissan Kicks ter levado dois anos para ser lançada após a revelação do conceito em São Paulo, o nível de design e os detalhes escolhidos valeram a espera. Tanto o conceito como o modelo de produção em série compartilharam esquemas cromáticos semelhantes em dois tons, cinza na carroceria e laranja no teto, inspirados no Brasil.

Lançado mundialmente na América do Sul, o Nissan Kicks se tornou um modelo global vendido em vários outros países, sendo valorizado pelos proprietários graças ao seu tamanho, preço, recursos tecnológicos, grande praticidade e a real capacidade de personalizar o veículo conforme o gosto de cada um.

Nissan Gripz Concept: Salão do Automóvel de Frankfurt de 2015

Nissan JUKE de produção em série (2ª geração): Seis cidades europeias em 9 de setembro de 2019

Quando a primeira geração foi lançada, em 2009, o Nissan JUKE elevou o design automotivo ao seu nível máximo. E no pré-lançamento da segunda geração do modelo, o Nissan Gripz Concept conseguiu elevar ainda mais este patamar. O design externo do crossover-conceito foi concebido na Europa, enquanto que o interior – inspirado em uma motocicleta – foi desenvolvido por designers no Japão. O trabalho em nível global chegou ao seu ápice no outono de 2019, quando o novíssimo Nissan JUKE foi lançado simultaneamente em seis cidades europeias.

A imprensa e os clientes aplaudiram o estilo imponente, o interior luxuoso e os avançados recursos tecnológicos do JUKE, do ProPILOT e o NissanConnet até o sistema de som Bose Personal Plus, com alto-falantes integrados no encosto de cabeça do motorista.

Nissan IDS Concept: Salão do Automóvel de Tóquio de 2015

Nissan LEAF de produção em série (2ª geração): Tóquio, Japão, setembro de 2017

Alguns carros-conceito podem dar mais pistas do que será o modelo de produção em série além do visual. O conceito IDS da Nissan prometeu uma visão diferente do amanhã, em que o seu carro elétrico não apenas responde bem ao comando do motorista, mas também pode assumir o controle do desempenho do veículo quando acionado, imitando o estilo e as preferências do condutor. Quando o novo Nissan LEAF foi lançado dois anos depois, introduziu uma nova experiência de condução com suas tecnologias ProPILOT e e-Pedal, um novo estilo do lado de dentro e, do lado de fora, mais funções de personalização para adaptar a experiência elétrica a cada condutor, com uma conectividade ainda melhor.

O premiado sistema ProPILOT ajuda o motorista a controlar a distância em relação aos veículos que seguem adiante e manter o veículo centralizado na pista, podendo ajudar a ativar a frenagem quando necessário. O e-Pedal permite que o condutor controle a aceleração e a desaceleração apenas com um pedal, tornando a condução menos estressante.

Nissan Ariya Concept: Salão do Automóvel de Tóquio de 2019

Nissan Ariya de produção em série: Julho de 2020 (em breve)

A Nissan foi pioneira em veículos eletrificados no mercado de massa, que começou com o primeiro veículo elétrico LEAF, seguido do furgão elétrico e-NV200 e os modelos campeões de vendas equipados com o sistema e-POWER, o Nissan Note e o Nissan Serena. Agora, o mundo está pedindo algo mais. E o Ariya Concept respondeu a este desejo, repensando o segmento crossover em todos os seus aspectos e detalhes, incluindo um design com caraterísticas imponentes, espaço e itens de conforto interno, além do desempenho semelhante ao de um carro esportivo.

Até um elemento convencional como a tradicional grade frontal evoluiu, tornando-se um impressionante “escudo” para proteger a mais recente tecnologia de assistência ao condutor, o sistema ProPILOT.

Fonte: Nissan – Fotos: Divulgação

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Próximo Post

Chevrolet S10 faz 25 anos com 1 milhão de unidades produzidas

A picape passou por diversas evoluções para acompanhar os avanços das necessidades do consumidor A Chevrolet S10 está completando 25 anos de sucesso no Brasil. A primeira picape média nacional também está comemorando outro importante feito: a produção de 1 milhão de unidades no país. Atualmente a S10 é oferecida em três opções de carroceria (cabine dupla, cabine simples e chassis cab), cinco níveis de acabamento (LS, Advantage, LT, LTZ e High Country), duas […]
%d blogueiros gostam disto: